Goioerê - Secretaria de Cultura, Casa da Memória Alcides Moreira de Castilho

19/01/2024 03:14:27 Author: Jackson Cionek

 

Goioerê - Secretaria de Cultura Hoje
Casa da Memória Alcides Moreira de Castilho

Goioere Secretaria de Cultura Casa da Memoria Alcides Moreira de Castilho
Goioerê Secretaria de Cultura
Casa da Memoria Alcides Moreira de Castilho

Programa de Abertura do Evento
18 de Janeiro de 2024 - 19:30hrs
Casa de Memória de Goioerê

1) ASSOCIAÇÃO com fala do Presidente Luis, que dará boas vindas a todos e passara palavra para Elsa fazer a apresentação do homenageado através de breve histórico do Aleixo.

2) Ben Hur dara uma pequena previa sobre a apresentação do video - Material simultaneamente será disponibilizado pela internet na Live e em pendrive disponibilizado no evento.

3) Video que será projetado tbem na live com duração de 56 minutos total (contando com as fotos).

Cronograma do video e fotos:
1) Noturno de Chopin - Pianista Ben Hur Cionek
2) Homenagem de Jackson para Goioere e Aleixo Cionek
3) Salut L Amour - Piano e violino: Jessica Cionek (violino), Ben Hur Cionek (piano)
4) Cisne de Saint Saens: Bailarina: Stephany Cionek; Violino: Jessica Cionek; Piano: Ben Hur Cionek
5) Elegia de Rachmaninoff: Pianista: Ben Hur Cionek.
6) Fotos apresentadas em forma de slides.
7) Transfere a palavra ao próximo orador que convocará Depoimento da Alaíde sobre Aleixo e na sequência os que tbem desejarem de forma voluntaria a citar alguma experiência com Aleixo ou mesmo prestar homenagem.
8) Depoimento Alaide sobre Aleixo
9) Momento para alguém mais que queira participar.
10) Homenagem com entrega da placa a um dos filhos (por hierquia o mais velho presente - Jefferson Cionek)
11) Agradecimento e despedida conforme a Lea sugeriu em polonês com todos os presentes em uma só voz: "Leony i Aleixo, Kochamy Siẹ". Pronunciando como se fosse em português: LEONY I ALEIXO CORRAMECHIEN.

12) Intervenção música (caso Josias estiver) ao violão e fotos projetadas na televisão apenas com som do violão enquanto o público vai se retirando ou interagindo.


Sou Jackson Cionek, neto de Alcides Moreira de Castilho.
Filho de Dona Leony e Aleixo Cionek 

Uma mistura de Portugal, Espanha e Leste europeu.

Tema:  Sem Memória sem Percepção - O Ser vivo necessita de espaço para ser e viver.

No período Cretáceo da história da humanidade o dinossauro Verpersaurus paranaensis vivia na região de Goioerê. Grande senso de territorialidade sem senso de propriedade.

Já mais recente, mas milhares de anos atrás, viviam povos indígenas principalmente das etnias Guarani e Kaingang.

As divindades:

Tupã: frequentemente associada ao trovão e visto como um deus criador ou uma força poderosa no universo.

Nhanderuvuçu era considerado o deus supremo, criador do mundo, dos seres humanos e da natureza. Ele era visto como uma figura paternal e benevolente.

Jací (Lua): Jací, a Lua, era venerada como uma divindade feminina. Ela era associada à noite, à fertilidade e ao ciclo reprodutivo. 

Ceuci: Ceuci era considerada a deusa das águas e da floresta, protetora dos animais e plantas. 

Sumé: Sumé era uma figura mítica importante, muitas vezes descrita como um civilizador, que ensinou aos povos agrícolas, sociais e rituais. 

Anhangá: Anhangá era visto como um protetor dos animais selvagens, frequentemente associado a um espírito ou entidade guardiã. 

Kamé (ou Kaa'y): Kamé é frequentemente associado à morte e à decomposição. Na mitologia Guarani, Kamé é um dos gêmeos filhos de Nhanderuvuçu, o deus criador.

Kairu (ou Jacy Jaterê): Associado à vida, à regeneração e, em algumas histórias, à lua. Ele é o gêmeo de Kamé e representa forças opostas. Kairu é frequentemente retratado como uma entidade ou espírito que traz crescimento, renovação e aspectos positivos da natureza.

1500 - Invasão Europeia no Tapetão: Vem na costa do Brasil abre um livre declara em língua que ninguém entendia: Eu declaro que essas terras são do rei e quem for contra se pronuncie.

Um massacre de povos indígenas e de cidades estados em toda a américa. Na minha memória histórias ancestrais continuam fortes os gregos, romanos e europeus em geral. Ideologia da domesticação por ignorância - Ignorar a história local para impor a cultura do invasor.

O domínios das divindades europeias (Deuses brancos tipo europeu) recebeu um golpe  com Constituição de 1891 que estabeleceu o Brasil como um estado laico, o que significou uma mudança significativa na dinâmica entre religião e governo.

Mas de 1500 a 1891 tem uma história, tem suas marcas na cultura brasileira.

Próximo a 1888 - Abolição da escravatura um grande movimento teve início em todo mundo domesticado por europeus: Foi imposta a crença que os europeus são superiores a outras raças - Os Bem nascidos ou homens de bem.

Isso gerou uma disfunção social da importação de europeus - A ideologia do branqueamento.

Final do século XIX e início do século XX - Influenciada por teorias raciais pseudocientíficas da Europa. 

Síndrome da baixa auto estima - Durante muito tempo, o Brasil, como muitos outros países da América Latina, lidou com o legado do colonialismo, que frequentemente valorizava tudo o que era europeu ou norte-americano em detrimento do local.

Inauguração de Goioerê - 10 Nov 1955

Distribuição de terras devolutas desde 1940 - Principalmente para cultura de café.

Desafios e Diversificação Econômica: Apesar do sucesso inicial com o café, a região enfrentou desafios, como a dependência econômica de uma única cultura e as consequências de pragas e geadas que afetaram as plantações.

Em minha definição de estado eu uso conceitos Ancestrais Ameríndios: 

O bem de todos em favorecimento de cada um.

A domesticação europeia trouxe consigo essas noções greco-romanas de Estado e governança, que foram implantadas nas Américas, muitas vezes suplantando ou marginalizando as estruturas políticas e sociais indígenas existentes. Sistemas de governo que  favorecem certos grupos em detrimento de outros, perpetuando desigualdades e exclusões.

Mas todos os países domesticado pelas cultura europeia usa a definição de estado grego romana onde se respeita o direito do cidadão, mas o cidadão era os brancos ricos (não mulher, não crianças, não imigrantes)

Nas tradições greco-romanas, a definição de Estado e cidadania era mais focada na figura do "cidadão". Para ser cidadão deveriam ser nascidos de pais atenienses e ter mais de 18 anos.

Mulher não era cidadã, criança não era cidadão, imigrante não era cidadão.

Nossa constituição está com base nesta estrutura greco-romana - Nosso racismo é estrutural.

Pertencimento é natural entre os seres vivos. Mas quem tem mente tem memórias, As memórias atuam fortemente em nossas escolhas.

Um estado que abandona seus cidadãos será por eles abandonado.

Um município é a menor unidade administrativa dentro de um Estado

As memórias que ficam em nossos adolescentes impõem neles as escolhas que estão fazendo - Internet, redes sociais e Games enchem as memórias de nossos jovens. Cadê o Estado, onde está o executivo legislativo e judiciário de Goioerê?

Os livres moradores nessas terras que tinham liberdade de Ir, Vir, Ficar, Ser e Desobedecer.

O espaço onde viviam O Guaranis e Tupi-Guaranis eram senhores criadores de todos os seres vivos do espaço, isso também inclui os seres humanos que ali vivem.

Um forte senso de pertencimento onde a divindade criadora vive com a criatura.

Esse senso eu tenho com a mata atlântica (atualmente raramente é vista em alguns poucos lugares de Goioerê)

Destes povos indígenas temos a Mandioca, a batata doce, o chimarrão e muito mais…

Meu pai, o seu Aleixo, que veio do outro lado da mata atlântica, veio para Goioerê com seu Chimarrão.

Quem é Aleixo Cionek em minha memória?

Ele gosta de destacar a experiência da honestidade.

Antes os coronéis Pamplona e Danilo não davam muito valor aos meninos dos Posto Esso (Aleixo e Bonifácio), mas isso mudo após uma infiltração de água no tanque de gasolina.

Uma fila querendo abastecer e os meninos fazendo de tudo para tirar a água da gasolina.

Após esse evento os coronéis não questionam mais a honestidade dos meninos do posto de combustível.

Para mim o Aleixo é símbolo de celebração e prazer.

Era nítido o prazer do Aleixo em deslocar até o Posto Esso todos os dias e fazer o que mais dava prazer em sua vida.

Após ser aposentado ele passa um período de vazio existencial, mas aos poucos volta com muita força em suas celebrações e prazeres.

Minha vida foi muitas festas inventadas e celebradas pelo Aleixo - Um grande orgulho e Privilégio

De onde Aleixo conseguiu esse sentido profundo de celebrar e viver a Vida?

O conceito amerindio Fruição é o que mais se aproxima deste usufruir e ter prazer com que se faz e que se é.

Deixo também uma frase que o Aleixo indica ser da Felicidade de Bonifácio Cionek em viver em Goioerê: Goioerê é muito bom, todos os dias parecem ser domingo.

A potência que Goioerê foi no passado poderá ser múltiplas vezes maior no futuro.

Como?

Simples: Vontade política.

Mas você tem uma ideia de negócio para Goioerê?

Claro que sim.

Goioerê poderia construir um grande portal Digital de alta velocidade onde todo e qualquer fluxo de informação deverá ser transmitida e recebida pelo portal Digital.

Um portal com IA voltada ao usuário, dando relatórios de suas próprias tendências nas redes sociais, propondo comportamentos de saúde, educação e bem estar.

Fazendo dois rituais anuais de passagem (Solstício de Inverno e de Verão): Entregando um CNPJ para seus adolescentes vinculado aos serviços online incluindo o contador. Acesso gratuito de alta velocidade com IA dedicada ao usuário. Grandes possibilidades de riquezas.

Esse seria um grande ritual de passagem para nossos jovens - Adolescentes se tornando Empresários digitais

Apenas vontade política e temos a volta a mata atlântica para Goioerê.

Com a volta da mata ciliar, a volta da minha sensação de pertencimento ao espaço onde nasci.

Goioerê já tem tudo que precisa para melhorar, basta parar de morder o cidadão e começar a oferecer vida nova aos nossos adolescentes. Precisamos de bons políticos em Goioerê.

Político com senso maternal - Que seja você.

 


Futuro Ancestral

Futuro Ancestral

A consicência em Primeira Pessoacom Pertencimento a um Estado Livre, Responsável, Democrático e de Direito possibilitará a reconstrução de um novo mellhor Agora.
Ritual de passagem da adolescencia nos solstícios de verão e inverno: 
Doação de um CNPJ para seus adolescentes vinculado aos serviços online incluindo os serviços de contador. Inseridos dentro de um portal Digital da Cidade com IA voltada ao usuário, dando relatórios de suas próprias tendências nas redes sociais, propondo comportamentos de saúde, educação, bem estar e novas possibilidades de negócios Digitais.
Grandes possibilidades de riquezas.

Casa de Memoria de Goioere

Casa de Memoria de Goioere

Começo de Goioerê - Sensação de pertencimento.
Todos éramos um.
O Bem estar de todos em benefício de cada um.
Casa da Memória Alcides Moreira de Castilho

Casa da Memoria Goioere

Casa da Memoria Goioere - Leony Castilho & Aleixo Cionek

Emoção na homenagem ao casal de pioneiros de Goioerê, Leony Castilho & Aleixo Cionek
sexta-feira, 19 janeiro de 2024.
A noite de quinta-feira, 18, foi marcada por uma linda homenagem ao casal goioerense, Leony Castilho & Aleixo Cionek, cujo pioneirismo de suas famílias se confunde com a história de Goioerê.
No próximo mês de fevereiro, dia 22, o pioneiro Aleixo Cionek completará 96 anos, e também em fevereiro, o casal celebrará 63 anos de casamento. Lembrando que se conheceram em Goioerê e aqui casaram no dia 13 de fevereiro de 1961. Tiveram os filhos Jackson (1964), Jefferson (1966), Ben Hur (1970) e Alexander (1971), e os netos Thomas (1997), Josias (1998), Christiane (1999), Stephany (2001) e Jessica (2001).

 
* This is a social networking platform where blogs are made by customers and researchers.
* The content published here is the exclusive responsibility of the authors.


Autor: Jackson Cionek