Dinâmicas Comportamentais e Neurais de Interações Sociais Naturalísticas - NIRS fNIRS Scientific Question, Physical Principles Experimental Designs, Behavior

06/02/2024 09:56:54 Author: Jackson Cionek

Dinâmicas Comportamentais e Neurais de Interações Sociais Naturalísticas - NIRS fNIRS Scientific Question, Physical Principles Experimental Designs, Behavior

Behavioral and Neural Dynamics of Naturalistic Social Interactions

Behavioral and Neural Dynamics of Naturalistic Social Interactions

O mecanismo de interação no contexto de "Behavioral and Neural Dynamics of Naturalistic Social Interactions" (Dinâmicas Comportamentais e Neurais de Interações Sociais Naturalísticas) envolve a compreensão de como os cérebros humanos se engajam e respondem a interações sociais no mundo real, em contraste com ambientes experimentais controlados. Este campo de estudo explora como nós, como seres sociais, processamos informações sociais, comunicamos e tomamos decisões em contextos naturais e dinâmicos. Aqui estão alguns pontos-chave sobre o mecanismo de interação nessas dinâmicas:

 

1. Percepção Social e Cognição

O mecanismo começa com a percepção de sinais sociais, como expressões faciais, linguagem corporal, e pistas vocais. Esses sinais são processados por áreas do cérebro especializadas em percepção social, como a ínsula, o córtex pré-frontal, e a amígdala.

A cognição social, que envolve entender as intenções, crenças e emoções dos outros, é mediada por uma rede de áreas cerebrais, incluindo o córtex pré-frontal medial, o córtex temporoparietal e a junção temporoparietal.

2. Sincronização Neural e Comportamental

Durante interações sociais naturalísticas, ocorre uma sincronização entre os participantes, tanto em níveis comportamentais (por exemplo, imitação de gestos ou padrões de fala) quanto neurais (atividade cerebral sincronizada). Essa sincronização facilita a comunicação eficaz e o entendimento mútuo.

A sincronização neural, observada através de técnicas como EEG (eletroencefalograma) e fMRI (imagem por ressonância magnética funcional) hiperscanning, onde os cérebros de dois ou mais indivíduos são escaneados simultaneamente, revela como as áreas cerebrais responsáveis pela percepção e processamento social se alinham durante as interações.

3. Empatia e Conexão Emocional

A empatia, ou a capacidade de sentir e entender as emoções dos outros, desempenha um papel crucial nas interações sociais naturalísticas. Isso envolve tanto a empatia cognitiva (compreender o estado emocional de outra pessoa) quanto a empatia afetiva (sentir o que outra pessoa está sentindo).

As áreas cerebrais associadas à empatia incluem a ínsula anterior, o córtex cingulado anterior e áreas do córtex pré-frontal.

4. Tomada de Decisão Social

As interações sociais frequentemente envolvem tomada de decisão, como negociar, resolver conflitos ou escolher cooperar. Essas decisões são influenciadas por processos neurais que avaliam recompensas sociais (como aprovação ou pertencimento) e custos (como rejeição ou conflito).

O sistema de recompensa do cérebro, incluindo o estriado ventral e o córtex orbitofrontal, é ativo na avaliação de recompensas sociais, enquanto a amígdala pode ser envolvida na avaliação de ameaças sociais.

5. Influência do Contexto e da Cultura

O contexto e a cultura em que uma interação social ocorre também desempenham um papel significativo na modulação das dinâmicas comportamentais e neurais. Isso pode influenciar as normas sociais, expectativas e interpretações de sinais sociais.

O estudo das dinâmicas comportamentais e neurais de interações sociais naturalísticas é fundamental para entender a complexidade do comportamento humano em contextos reais e pode ter implicações para áreas como psicologia social, neurociência cognitiva, e até mesmo inteligência artificial e robótica, no desenvolvimento de sistemas que melhor imitam, compreendem ou se adaptam ao comportamento humano natural.



A Espectroscopia por Infravermelho Próximo (NIRS) e sua variante funcional (fNIRS) são técnicas neurocientíficas não invasivas que medem a atividade cerebral com base na absorção de luz infravermelha pelo tecido cerebral. Elas se baseiam no princípio de que as mudanças na oxigenação do sangue (oxihemoglobina) e na desoxigenação (desoxihemoglobina) podem ser detectadas através da transmissão e reflexão da luz infravermelha. Estas mudanças estão associadas à atividade neural, permitindo aos pesquisadores inferir a atividade cerebral em resposta a estímulos ou tarefas específicas. A fNIRS pode ser utilizada para abordar questões científicas relacionadas às "Dinâmicas Comportamentais e Neurais de Interações Sociais Naturalísticas" da seguinte maneira:

 

Questões Científicas

Como a atividade cerebral sincroniza entre indivíduos durante a comunicação ou colaboração?

Quais áreas do cérebro são mais ativas ao processar informações sociais complexas, como entender as emoções ou intenções dos outros?

Como a exposição a diferentes contextos sociais ou culturais influencia a atividade cerebral durante interações sociais?

Princípios Físicos

Hemodinâmica Cerebral: A fNIRS mede a atividade cerebral indiretamente por meio de variações na hemodinâmica cerebral, especificamente nas concentrações de oxi- e desoxihemoglobina, que são alteradas pelo consumo de oxigênio pelos neurônios ativos.

Absorção de Luz Infravermelha: O tecido cerebral absorve e reflete a luz infravermelha de maneira diferente, dependendo dos níveis de oxigenação do sangue, o que permite a detecção de mudanças relacionadas à atividade neural.

Designs Experimentais

Tarefas de Interação Social: Os participantes podem ser expostos a estímulos sociais, como expressões faciais, tom de voz, ou cenários de tomada de decisão social, enquanto a atividade cerebral é monitorada usando fNIRS.

Interações Grupais: A fNIRS pode ser usada para estudar a dinâmica cerebral em grupos de indivíduos engajados em tarefas colaborativas, permitindo a análise da sincronização neural entre os participantes.

Estudos Longitudinais: Pode-se utilizar fNIRS para investigar como a exposição prolongada a diferentes ambientes sociais ou culturais afeta a atividade cerebral durante interações sociais.

Vantagens da fNIRS em Estudos de Interações Sociais

Naturalismo: A fNIRS é menos restritiva em termos de movimento em comparação com outras técnicas de imagem cerebral, como a fMRI, permitindo estudos em ambientes mais naturais e realistas.

Portabilidade: Equipamentos fNIRS são relativamente portáteis, facilitando o estudo de interações sociais fora do laboratório.

Sincronização Interpessoal: A fNIRS pode ser usada em configurações de hiperscanning, onde a atividade cerebral de dois ou mais indivíduos é registrada simultaneamente, oferecendo insights sobre a sincronização neural durante a interação social.

Utilizando a fNIRS dentro destes contextos, os pesquisadores podem obter uma compreensão mais profunda das bases neurais das interações sociais e como essas interações são moduladas por fatores internos e externos, contribuindo para teorias sobre cognição social, empatia e comunicação humana.



NIRS fNIRS course ICe - UFRN | Neuroscience Centers

Neuroscience Centers

NIRS fNIRS Webinars 2022 | NIRS fNIRS BCI 

NIRS fNIRS Scientific Question, Physical Principles Experimental Designs Functional optical neuroimaging (fNIRS)NIRS fNIRS devices - Near Infrared Spectroscopy - NIRS Brain Latam NIRSLatam NIRS - Neuroimagen óptica functional (fNIRS)NIRS Research Field |  NIRS Neurodesenvolvimento NIRS Neurociencia Social y CognitivaNIRS Análisis de Datos | NIRS Aplicações ClínicasFunctional near-infrared spectroscopy (fNIRS)NIRS infrared spectroscopy | NIRS and neuroscienceNIRS and Music | NIRS Brain imaging fNIRSBCI NIRS | EEG fNIRS | Infants NIRS StudiesEEG fNIRS Combined | Consciousness Neuroscience BehaviorNIRS Publications before 2022

NIRS and behavior | Physiology and Behavior

Physiology and Behavior

Physiology and Behavior | Physiology and Behavior 

Physiology and Behavior

Physiology and Behavior 1 | Physiology and Behavior 

Physiology and Behavior

Estresse e Neuroimunologia | Physiology and Behavior

Physiology and Behavior

Gut and Brain | Brain Gut Axis

A consciência é um movimento que se perceber ser. Este movimiento incluye material y energía que proviene de nuestros intestinos.

Microbiota and the Brain | Brain Gut Axis

 






Thumbnail

06:35:00 - 13:11:00

NIRS fNIRS Scientific Question, Physical Principles Experimental Designs Functional optical neuroimaging (fNIRS)NIRS fNIRS devices - Near Infrared Spectroscopy - NIRS Brain Latam NIRSLatam NIRS - Neuroimagem óptica funcional (fNIRS)NIRS Research Field |  NIRS NeurodesenvolvimentoNIRS Neurociencia Social y CognitivaNIRS Análisis de Datos | NIRS Aplicações ClínicasFunctional near-infrared spectroscopy (fNIRS)NIRS infrared spectroscopy | NIRS and neuroscienceNIRS and Music | NIRS Brain imaging fNIRSBCI NIRS | EEG fNIRS | Infants NIRS StudiesEEG fNIRS Combined | Consciousness Neuroscience BehaviorNIRS Publications before 2022


Thumbnail

00:00:00 - 06:35:00

Neuroscience Centers


Thumbnail

13:11:00 - 14:32:00

Physiology and Behavior


Thumbnail

14:32:00 - 15:07:00

Physiology and Behavior


Thumbnail

15:07:00 - 16:56:00

Physiology and Behavior


Thumbnail

16:56:00 - 20:08:00

Physiology and Behavior


Thumbnail

20:08:00 - 22:02:00

A consciência é um movimento que se perceber ser.Este movimiento incluye material y energía que proviene de nuestros intestinos.


Thumbnail

22:02:00 - 23:59:00

A consciência é um movimento que se perceber ser.Este movimiento incluye material y energía que proviene de nuestros intestinos.

* This is a social networking platform where blogs are made by customers and researchers.
* The content published here is the exclusive responsibility of the authors.


Autor: Jackson Cionek